Monthly Archives: outubro 2011

Cupom Desconto Corpo Perfeito – Vale-Presente

cupom desconto corpo perfeito

Se você está procurando um cupom de desconto no Corpo Perfeito veio ao lugar certo!
Esse post vai ser atualizado regularmente, toda vez que um vale-presente do Corpo Perfeito for lançado.
Não perca tempo e compre agora mesmo seus produtos de musculação com preços baixíssimos!
Continue lendo para ver qual é o cupom em funcionamento hoje!

O site Corpo Perfeito é líder no Brasil em vendas de artigos para musculação. Lá você encontra diversos tipos de aparelhos para musculação, acessórios, suplementos alimentares e muito mais.

Nós do site SuperMusculo.com.br estamos oferecendo um cupom de desconto que vai diminuir ainda mais o preço dos produtos do site. Não perca tempo e compre agora mesmo suplementos com desconto no Corpo Perfeito!



Código: D700544
Validade: 03/11/2011
Valor do Desconto: 15% de desconto
Exceto produtos das marcas: Optimum , Dymatize Nutrition, Bodygenics, Nutrex, Labrada, Universal e Nike.

Como utilizar esse cupom do Corpo Perfeito?
Para utilizar o cupom de desconto é muito simples, basta anotar o código e digitá-lo no campo indicado no carrinho de compras, após escolher os produtos que deseja comprar e pronto! O desconto do vale-presente será calculado imediatamente.

Como economizar ainda mais no Corpo Perfeito?
Além do cupom de desconto, existem ainda outras maneiras de economizar ainda mais ao comprar produtos no Corpo Perfeito.
O site oferece frete grátis para compras acima de R$ 149,00. Portanto sempre que for fazer um pedido, tente fazer com que ele seja superior a esse valor. Dessa maneira, você estará comprando mais produtos e pagando menos por cada um deles.
Uma outra dica importante é tentar fazer o pagamento através de boleto bancário, pois o site oferece ainda 10% de desconto para compras acima de R$ 150,00 e 5% de desconto para compras acima de R$100,00 pagas por boleto bancário.
Sendo assim, se você pretende utilizar vários suplementos como Whey Protein, Albumina, Creatina e BCAA, compre todos de uma vez. Dessa forma você terá uma suplementação completa e pagará muito menos, através do desconto.

Produtos em Destaque no Corpo Perfeito:
Creatina
Whey Protein
BCAA
Esteiras

Corra que o cupom tem duração limitada!
Clique Aqui para comprar no Corpo Perfeito e utilizar o cupom de desconto!

Barriga de Tanquinho: Como Conseguir?

Desejada por milhões de pessoas pelo mundo, a famosa barriga de tanquinho é uma das metas mais comuns pelos praticantes de musculação, principalmente os iniciantes.

Muitos mitos envolvem essa área de como definir a barriga, mas será que tudo o que é dito por aí é realmente verdade?
Aprenda de uma vez por todas como conseguir barriga de tanquinho nesse guia que irá demonstrar, passo a passo, como perder gordura na barriga e fazer aparecer o tão sonhado abdômen definido.

Em primeiro lugar, vamos citar alguns mitos que vimos por aí, principalmente em fóruns e sites “meia-boca” que em vez de ajudar os praticantes de musculação, acabam atrapalhando quando a questão é a definição da barriga.

  • Mitos
Mito 1: Fazer abdominais queima gordura na barriga
Um dos mitos mais absurdos que estamos cansados de ver e que parece que não vai acabar assim tão cedo. Já foi comprovado cientificamente que fazer abdominais não queima gordura localizada. O que te faz queimar gordura é estar em um déficit calórico, ou seja, gastar mais calorias do que consome. Fazer abdominais pode até ajudar a queimar a barriga, já que você gasta algumas calorias durante o exercício. Mas apenas com abdominais você não irá conseguir gastar energia suficiente para emagrecer.
Mito 2: Para treinar os músculos abdominais, deve-se fazer muitas repetições.
Outro absurdo! Ora, os músculos abdominais são músculos como qualquer outro. Você não faz 30 repetições no supino, faz? Não faz rosca direta 40 vezes, não é mesmo? Então por que com abdominais deveria ser diferente? Mantenha a faixa de repetição baixa e a carga alta, dessa maneira seus músculos irão crescer. Realizar grandes quantidades de repetição vai apenas tonificar os seus músculos. Mas você vai tonificar o que? Já que ainda nem possui tamanho nos músculos do abdômen.
Mito 3: É possível queimar gorduras localizadas.
Lamento te desapontar, mas não é possível queimar gorduras localizadas. O corpo emagrece como um todo, ou seja, a gordura corporal total é diminuída quando há um déficit calórico. Dessa maneira não é possível perder gordura apenas na barriga e manter a gordura nos braços. Entenda: Isso NÃO é possível

  • Mas então, como conseguir barriga de tanquinho?
Para conseguir definir o abdômen e alcançar a tão sonhada barriga de tanquinho, é necessário realizar um conjunto de passos. Citamos abaixo os passos mais adequados nessa jornada para definir a barriga:
Dieta para perder gordura:
De nada adianta você treinar os músculos abdominais se existe uma “capa” de gordura por cima. Eles nunca irão se tornar visíveis. Para conseguir enxergar os gomos do abdômen, a porcentagem de gordura corporal deve ser muito baixa e isso só é possível através da Dieta. Mas não confundir uma dieta bem feita com o chamado regime. Fazer dieta não significa passar fome, mas sim saber escolher os alimentos com inteligência.
Uma dieta para perder gordura e manter músculos deve ser essencialmente composta por grandes quantidades de proteínas, uma quantidade moderada de gorduras boas e uma quantidade moderada de carboidratos complexos, de baixo índice glicêmico.
Como dito anteriormente, através da dieta você deve estar também em um pequeno déficit calórico, ou seja, gastar mais calorias do que consome. Dizemos pequeno déficit porque se consumir uma quantidade muito pequena de calorias, você pode até emagrecer, mas junto disso sua massa muscular irá embora, pois o corpo ao ficar sem energia vai passar a se alimentar de seus músculos.
Claro que é difícil conseguir uma boa ingestão de proteína apenas com a dieta e é aí que entram os suplementos de proteína, tais como: Whey Protein, Albumina, Caseína, etc.
Pelo menos um desses suplementos deve fazer parte da sua dieta. Se possível, e seu bolso permitir, insira todos estes suplementos na sua dieta, garantindo um consumo satisfatório de proteína de qualidade.

Aeróbicos
Pesquisas recentes mostram que o treinamento com pesos é mais eficiente para perda de gordura do que os exercícios aeróbicos (cardiovasculares). O principal motivo dessa afirmação é o fato de que, quando você está fazendo esteira, por exemplo, você só irá queimar calorias enquanto está fazendo o exercício. Logo após descer da máquina, já não estará mais queimando nada.
Já com o treino de pesos, o seu metabolismo é acelerado ao decorrer do dia, ou seja, durante o dia todo o corpo estará gastando calorias para manter as funções vitais e principalmente os novos músculos adquiridos pela musculação.
Mas ainda assim, inserir os aeróbicos moderados na sua rotina pode ajudar bastante. Digo moderados pois quando feitos em exagero, podem acabar destruindo a massa muscular, por causa do catabolismo. Então tenha muita cautela, escolha os exercícios de intensidade moderada e não muito longos.
Suplementos para Emagrecer
Fazer aeróbicos requer muito ânimo e disposição e nem sempre isso é possível. Mas para nossa felicidade, existem hoje no mercado diversos suplementos que irão aumentar o “pique” para realização desses exercícios, além de muitos deles ajudarem no aceleramento do metabolismo e queima de gordura (termogênicos). 
Destaque especial para o Lipo 6, que é simplesmente o melhor queimador de gordura no mercado, se aliado a uma dieta balanceada e realização de aeróbicos. Pode parecer idiotice falar isso e você pode pensar “se eu tenho que fazer dieta e exercícios, pra que vou tomar um suplemento”? A diferença é que esse suplemento aumenta a queima de gordura durante o exercício, absorve a gordura na alimentação e te dá mais pique, ou seja, mais vontade de treinar e de fazer aeróbicos. Conheça mais sobre o Lipo 6 clicando Aqui.
Outros Suplementos para Emagrecer:



Lições Aprendidas
  • Abdominal não queima gordura.
  • Não fazer muitas repetições nos exercícios abdominais.
  • É impossível queimar gordura localizada.
  • Fazer dieta para perder gordura, com bastante proteína, gorduras boas moderadas e carboidratos complexos moderados. Utilizar suplementos como Whey Protein, Albumina e Caseína para conseguir a ingestão ideal de proteínas.
  • Fazer aeróbicos é essencial, desde que sejam de intensidade moderada, para evitar entrar em catabolismo e perder músculos.
  • Utilização de Suplementos para Emagrecer para acelerar a perda de gordura, aumentar o pique para fazer aeróbicos e bloquear a absorção da gordura dos alimentos. Destaque para o Lipo 6


Somente seguindo essas dicas com muita dedicação é que você vai conseguir barriga de tanquinho.
Então não perca tempo e comece agora a mudar seus hábitos!

Leia Também:
Autor: www.supermusculo.com.br
A Cópia só é permitida com a citação da fonte.

Tribulus Terrestris: Como Tomar e Efeitos

Tribulus Terrestris

Muito tem se falado sobre Tribulus Terrestris. Essa Erva que é considerada por muitos como um anabolizante natural, está sendo usada cada vez mais pelos praticantes de musculação pelo Brasil e pelo mundo.

Conheça um pouco mais sobre esse Suplemento Natural, seus principais efeitos e aprenda Como Tomar Tribulus Terrestris da maneira correta.

O que é Tribulus Terrestris

Tribulus Terrestris é um suplemento natural que é considerado um Booster de Testosterona, ou seja, essa erva aumenta a produção da testosterona, o que causa um aumento de força, facilitando o ganho de novos músculos.
Além disso, novas propriedades estão sendo atribuídas ao Tribulus Terrestris: Vaso-dilatador, controlador de insulina e antioxidante.
Novas pesquisas descobriram que Tribulus tem outros benefícios além de apenas alterar os níveis de testosterona. Verificou-se que o Tribulus também melhora o fluxo de sangue ao aumentar a dilatação dos vasos sanguíneos. Isso significa que quando tomado antes dos treinos, o Tribulus pode aumentar o fluxo sanguíneo para os músculos que estão trabalhando, ao aumentar o óxido nítrico (NO) de uma forma similar à arginina. Estudos também sugerem que o Tribulus Terrestris pode funcionar como um manipulador de insulina e aumentar o consumo de glicose das células musculares. Essa novidade é muito boa porque a insulina é importantíssima para estimular o crescimento muscular. Além disso, o Tribulus Terrestris funciona com um potente antioxidante e pode até mesmo reduzir os níveis de colesterol.

Quais os Efeitos do Tribulus Terrestris?

O Tribulus terrestris é um regulador hormonal, que age aumentando os níveis de testosterona e conseqüentemente de dihidrotestosterona (DHT). A testosterona e o DHT são hormônios androgênicos, ou seja, são responsáveis pelo desenvolvimento dos caracteres masculinos, maturação dos órgãos reprodutores e efeito anabólico, causam sensação de bem-estar, aumento do vigor físico e podem aumentar a libido (desejo/ impulso sexual).

Com relação à espermatogênese, o tribulus terrestris estimula o aumento da produção de espermatozóides.
O Tribulus terrestris regula o balanço hormonal do organismo sem interferir nos mecanismos fisiológicos de regulação hormonal.
É indicado também para o sexo feminino para os casos de frigidez (falta de desejo) e desinteresse sexual.

Para homens: Regulador hormonal, efeito anabólico, sensação de bem estar, aumento do vigor físico e aumento da libido (impulso sexual).
Para mulheres: Regulador hormonal, frigidez (falta de desejo) e desinteresse sexual.

Indicação:

  • Para atletas em todas as modalidades
  • Homens que desejam melhorar a libido
  • Produto para ambos os sexos
  • Regulador hormonal.
  • Promove aumento da produção de Testosterona
  • Estimulante para aumentar o Impulso Sexual (ambos os sexos)
  • Aumento da Força e Massa Muscular em atletas (efeito anabólico)
  • Diminui a Frigidez Sexual em mulheres.

Como Tomar Tribulus Terrestris?

Para conseguir todos esses benefícios do Tribulus Terrestris, deve-se tomar 250-750mg com o café da manhã e 30-60 minutos antes dos treinos.

Tribulus Funciona?

Sim Tribulus Terrestris funciona muito bem, e é um suplemento bastante popular principalmente no exterior. O que pode ocorrer é que o resultado pode ser mais expressivo em algumas pessoas do que em outras. Cabe a você fazer testes e ver como seu corpo responde.

Onde Comprar Tribulus Terrestris?

Hoje em dia, sem dúvidas, a melhor opção para comprar tribulus é importando através do iHerb. No iHerb você encontra as melhores marcas de tribulus com preços bem inferiores aos praticados aqui no Brasil. O único problema é que pode levar 1 mês para a receber o produto no Brasil, mas vale a pena. Muita gente pergunta sobre as taxas, mas é meio que uma loteria. Você pode ou não ser sorteado para pagar uma taxa alfandegária, sendo que os produtos mais baratos e mais leves geralmente tem mais sorte nessa questão. Mas mesmo pagando essa taxa, o preço ainda sai melhor do que o das lojas no Brasil e a variedade de marcas nem se compara. Recomendamos principalmente as seguintes marcas  (clique nos nomes para acessar o produto diretamente no iHerb):

Now Foods 1000mg, 90 tabletes
Now Foods TestoJack (composto com vários ingredientes, incluindo tribulus, para aumento expressivo da Testosterona)
Outras Marcas de Tribulus (clique)

Não sabe como Comprar no Iherb? Conheça nosso guia que explica tudo detalhadamente: Como Importar Suplementos

Outra Opção: ZMA

O ZMA tem efeitos bem parecidos com o Tribulus Terrestris com a diferença de ser um suplemento mais testado. O ZMA tem ainda um ponto forte que é a melhora do sono. Mas calma, você não vai ficar morrendo de sono ao tomar esse suplemento. O efeito que ele causa é um sono mais profundo quando você dorme. Dessa maneira a recuperação muscular e os ganhos de massa são amplificados, já que sabemos que os músculos crescem no descanso, quando se recuperam e crescem mais fortes.

Como dissemos, os benefícios são parecidos, a diferença sendo que o ZMA é mais ricos em nutrientes, proporciona ganhos de força, massa muscular e é bem barato e causa ainda a melhora do sono, proporcionando um sono mais profundo e reparador. Você pode ler nosso artigo completo sobre o ZMA: ZMA Aumenta a Testosterona e Constrói mais Músculos (clique).

Marcas Recomendadas de ZMA:

melhores-zma

Ganhar Massa Muscular: Anabolismo

O Anabolismo é o estado de metabolismo do organismo em que os ganhos de massa muscular e síntese proteica são favorecidos. Já o catabolismo, é o estado em que o corpo começa a perder massa muscular, ou seja, o inimigo de qualquer praticante de musculação.

O que muitas pessoas não sabem, é que é possível manipular esse estado anabólico do corpo, fazendo com que o período de duração se estenda e garantindo maior ganhos musculares e queima de gordura corporal.

Aprenda nesse artigo o que é anabolismo e catabolismo, como evitar o catabolismo e como manter o estado anabólico por períodos mais longos.


Metabolismo
Todos sabemos que no nosso organismo ocorre uma enorme quantidade reações bioquímicas, muitas delas a nível celular. O conjunto dessas reações é chamado de Metabolismo.
O metabolismo do nosso organismo, basicamente está dividido em dois estados, que são completamente opostos: O Anabolismo e o Catabolismo


O que é Anabolismo?
O Anabolismo é a parte positiva do metabolismo para qualquer praticante de musculação, independente de seu objetivo, seja ele ganho de massa ou perda de gordura corporal.
No estado Anabólico, ocorre um conjunto de reações que tem como objetivo o armazenamento de energia para o organismo e a reconstrução de tecidos (dentre eles os tecidos musculares).
Quando fazemos exercícios intensos com pesos, ocorre a destruição do tecido muscular, por isso sentimos aquela dor muscular característica, no dia seguinte. Quando o organismo entra em estado anabólico, a taxa de reconstrução muscular fica acelerada. O crescimento do músculo acontece quando ocorre essa reconstrução, pois cada vez que esse processo de destruição e reconstrução acontece, o músculo se reconstrói maior e mais denso.
Sendo assim, manter o Anabolismo deve ser prioridade pra qualquer praticante de musculação.
Dentre os principais hormônios catabólicos temos a adrenocorticotropina (ACTH) que ocasiona a secreção dos hormônios glucocorticóides, dentre os quais figura o tão conhecido cortisol.

O que é Catabolismo?
Já no estado Catabólico, ocorre um conjunto de reações negativas para qualquer fisiculturista.
O corpo entra nesse estado quando está sem energia suficiente para manter o metabolismo e, por causa disso, começa a buscar energia destruindo suas próprias reservas. O grande problema é que boa parte dessa reserva de energia está nas células musculares, ou seja, para conseguir energia para manter o metabolismo, o corpo começa a se alimentar dos músculos, o que causa a perda de massa muscular.
É justamente por esse motivo que falamos que os músculos não crescem durante as sessões de musculação, mas sim durante o repouso. Exercícios intensos são desgastante para o organismo, o que faz com que o corpo entre em catabolismo. Os músculos irão crescer no repouso, desde que o organismo receba a quantidade necessária de nutrientes, fazendo com que o Anabolismo se mantenha.
Os principais hormônios anabólicos são o hormônio do crescimento (GH), a testosterona, a insulina e o IGF-1.

Como Manter o Anabolismo e Evitar o Catabolismo?

Para evitar a quebra de fibras musculares (catabolismo), o organismo precisa de um fluxo constante de aminoácidos na corrente sangüínea. Se seu corpo não encontra proteína disponível ele irá obter a proteína que precisa quebrando seu tecido muscular. Isso é o pesadelo de qualquer pessoa que deseja ganhar massa muscular e acelerar o metabolismo.
Para evitar o catabolismo você precisa ingerir alimentos protéicos de 3 em 3 horas Isso garante que seu corpo esteja sempre sendo suprido pelas proteínas de sua dieta. Também é importante uma alimentação adequada em proteínas + carboidratos pós-treino e evitar treinar com fome ou mais de duas horas desde a última refeição. Toda vez que você se sente com muita fome, pode ter certeza que seu corpo estará em estado Catabólico, o que irá causar a destruição de seus músculos. Se alimente com mais frequência e logo verá grandes resultados.

Mas como sabemos, garantir a ingestão de alimentos proteicos com tanta frequência é muito difícil pra qualquer pessoa comum, e é aí que entram os suplementos alimentares que podem ajudar a evitar o catabolismo e manter o estado anabólico, garantindo ganhos de massa muscular com maior qualidade.
Suplementos para evitar o Catabolismo

Whey Protein + Carboidrato no pós treino: Após o exercício intenso, o corpo se encontra em estado catabólico, por isso é muito importante fornecer o mais rápido possível uma boa quantidade de energia (geralmente Maltodextrina) e uma fonte de Proteína de rápida absorção (como o Whey Protein) para evitar o catabolismo e manter o organismo em estado anabólico.
BCAA: Quando o corpo está no estado Catabólico, ele precisa urgentemente de uma quantidade de aminoácidos no sangue. A suplementação com BCAA é essencial para manter esse fluxo e ainda vai garantir uma redução de fadiga e aceleração na recuperação muscular.
Glutamina: Também é um aminoácido que o corpo necessita após situações de muito stress, assim como as sessões de musculação. Suprime também níveis do cortisol, evitando a perda muscular.
Caseína: Como todas proteínas, a caseína ajuda a manter o anabolismo e evitar o catabolismo. A caseína é uma proteína de absorção lenta, ou seja, pode permanecer no organismo por até 7 horas após sua ingestão. Uma boa opção é utilizar este tipo de proteína antes de dormir, pois obviamente não comemos durante várias horas enquanto estamos dormindo. Como a absorção é lenta, ela irá se manter durante praticamente todo o período de sono.
Vitamina C: Tem efeitos sobre os radicais livres, e controla o excesso de cortisol no corpo, evitando perda de massa muscular. E outros inúmeros benefícios que já estamos cansado de saber.
Suplementos Proteicos: Fontes de proteína ao decorrer do dia vão ajudar a manter o corpo no estado anabólico. Você pode optar por diversas opções, dependendo do seu objetivo, da sua dieta e principalmente do seu bolso. Suplementos que podem ser utilizados ao decorrer do dia para melhor a ingestão de proteína: Albumina, Hipercalóricos, Whey Protein, etc.
Comece a manipular a duração do anabolismo e aproveite esse estado para ganhar massa muscular!
Artigo escrito por: www.supermusculo.com.br
A cópia só é permitida se o link for citado como fonte!

Erros Frequentes ao Utilizar Suplementos

A cada dia o acesso a suplementação alimentar é maior. É bem provável que em breve, o Brasil seja como os Estados Unidos, onde encontramos vários tipos de suplementos nas prateleiras dos supermercados, lojas de conveniência e lanchonetes. Mas de nada adianta a população ter acesso aos melhores produtos, sem as informações corretas sobre seu uso.

O objetivo deste artigo é apresentar alguns erros comuns na utilização de suplementos e indicar como tomar suplementos de maneira correta.

Erro 1: Uso de repositores energéticos durante atividade aeróbica, quando o objetivo é a redução da gordura corporal.
É muito comum encontrarmos alguém fazendo esteira e/ou bicicleta ergométrica, com o objetivo de perder gordura corporal, ingerindo repositores energéticos como se fosse água. O conteúdo do rótulo, afirmando que é uma bebida repositora para praticantes de atividade física, associado a um sabor agradável, tende a estimular o consumo. Mas vale lembrar que essas bebidas só devem ser ingeridas, durante a atividade aeróbica em duas situações específicas: quando o objetivo for um aumento na performance – devido ao efeito poupador de glicogênio -ou para repor eletrólitos em exercícios com duração superior a uma hora. Ou seja, os vinte ou trinta minutos de esteira que você faz buscando otimizar a queima de gordura não terão o efeito esperado se você consumir repositores energéticos durante a atividade.

Erro 2: Uso de whey protein com leite após o treinamento.
A whey protein é uma proteína de rápida absorção. Característica que a faz muito especial no período pós treino, quando nosso organismo está ávido por nutrientes. Mas o consumo de whey protein com leite, irá retardar todo esse processo. Tanto antes, como após o treinamento, o consumo do suplemento deve ser com água, visando um rápido esvaziamento gástrico.

Erro 3: Uso de apenas whey protein após o treinamento.
A principal necessidade do nosso organismo no momento após o treinamento, ainda seria repor as reservas de glicogênio depletadas durante o exercício físico. O consumo de carboidratos (dextrose, maltodextrina) em conjunto com uma fonte protéica de rápida absorção (whey protein) é recomendado. Consumir apenas proteína após o treino é um grande desperdício. 

Malto é muito barato, não há razão para deixar de tomar e preferir tomar apenas Whey. Mesmo que o objetivo com a musculação seja perda de gordura, tomar malto após o treino não irá te atrapalhar nessa tarefa.

Erro 4: Tomar creatina antes do treino visando melhorar a performance naquele momento.
Sempre observo muitas pessoas utilizarem a creatina antes do treino, acreditando que ela irá influenciar positivamente a performance do exercício naquele momento. O efeito da creatina ocorre apenas depois que houver saturação celular, o que leva alguns dias de suplementação. Portanto, o efeito da suplementação é crônico, não agudo. A ingestão de creatina pode ser realizada em qualquer horário do dia, preferencialmente em conjunto com algum alimento fonte de carboidrato simples. Uma sugestão é acrescentar a creatina em conjunto com o shake pós treino, que deveria ter como base a whey protein e dextrose.

Erro 5: Ingerir dextrose antes do treino visando otimizar a performance.
Para a maioria das pessoas, essa prática poderia ter um efeito contrário do desejado. Ao invés de melhorar a disposição/energia durante a atividade, ao ingerir dextrose antes do treino, podemos ter uma queda na performance devido a instalação de uma hipoglicemia de rebote. Nesses casos, a maltodextrina acaba sendo uma alternativa mais interessante no momento anterior ao treino, mas mesmo assim, algumas pessoas ainda podem apresentar esse sintoma. Para manter a glicemia constante, o melhor seria ingerir a maltodextrina antes e durante o treino. Outra ideia seria garantir um bom aporte de carboidratos complexos de baixo índice glicêmico, cerca de uma hora antes do treino. Dessa forma, não seria necessária a suplementação com mais carboidratos, tanto antes quanto durante o treino.

Erro 6: Administrar whey protein com água antes de dormir.
Como já discutimos acima, a whey protein é uma proteína de rápida absorção, sendo que seus aminoácidos não permanecem durante um período considerável no plasma sanguíneo. Antes de dormir, considerando um sono em torno de oito horas, precisaríamos de uma fonte protéica com absorção mais lenta. Carne vermelha, peito de frango e claras de ovos seriam exemplos de boas fontes alimentares, enquanto caseína e albumina seriam opções suplementares. Ambas seriam ótimas medidas.

Erro 7: Acordar de madrugada para se ingerir um “shake protéico”.
Na minha opinião, aqueles indivíduos que gozam de um bom sono, sem interrupções, não deveriam deixar o despertador programado para tocar no meio da noite, a fim de se administrar um “shake de proteínas”. Desfrute seu sono que será bem melhor! Agora, para aqueles com sono inconstante, essa medida, sem dúvida, seria uma alternativa melhor do que assaltar a geladeira com alimentos inadequados.

Erro 8: Gastar dinheiro com os “queimadores de gordura” errados.
No momento existe um verdadeiro derramamento de “fat buners” no mercado. Como a maioria desses produtos é importada, o fortalecimento da moeda brasileira frente ao dólar facilitou o acesso está muito mais facilitado. O problema é que muita gente acaba comprando os queimadores de gordura errados. Produtos que prometem muito e fazem pouco. Antes de comprar queimador de gordura, procure pesquisar bastante sobre o mesmo e verificar se muitas pessoas tiveram resultados satisfatórios. Listamos aqui apenas os melhores queimadores de gordura, que vão eliminar a gordura corporal de uma vez por todas, e com resultados garantidos.

Melhores Queimadores de Gordura:

Erro 9: Usar “pré-hormonais” como uma forma de obter efeitos similares ao dos esteroides anabólicos, mas sem os temíveis efeitos colaterais.
A ideia parece ótima não é mesmo? Usar um “suplemento” que não é esteroide, mas vai proporcionar aumento de massa muscular, aumento na libido e ainda reduzir gordura! Novamente, não caia nessa conversa furada! O exercício é o melhor estimulante da produção natural de testosterona existente! Essa é outra classe de suplementos utilizada por aqueles indivíduos que buscam um caminho mais fácil. Porém, esse atalho não existe. Use esses produtos e além de não obter o resultado desejado, você ainda poderá ganhar de brinde alguns efeitos colaterais. Muita gente pensa que não, mas os chamados pré-hormonais tem efeitos colaterais sim!

Erro 10: Acreditar sempre que o mais caro é o melhor, ao invés de buscar suas reais necessidades.
Qual o melhor suplemento alimentar do mercado? Esta pergunta não tem resposta. Cada pessoa possui diferentes necessidades em diferentes períodos. Para alguém que passa o dia todo fora e não tem tempo para se alimentar, uma refeição líquida pode ser o mais indicado. Já para alguém com boa disponibilidade de tempo e de acesso a alimentos adequados, uma refeição líquida seria desnecessária. A individualidade biológica deve sempre ser respeitada.

Erro 11: Usar um determinado suplemento e creditar todo a esperança e sucesso a ele.
É bem comum observarmos o “magrinho” depositar toda sua esperança no pote de hipercalórico ou o “gordinho” no CLA. Vamos deixar claro, mais uma vez, que nenhum suplemento fará milagre por ninguém. O que ele pode fazer é auxiliar na elaboração de uma dieta nutricionalmente adequada para cada pessoa. Para atingir o sucesso na busca pelo seu objetivo, são inúmeros os fatores que precisam agir sinergicamente, como treinamento, dieta e, principalmente, o estilo de vida. Seu corpo será sempre o reflexo do estilo de vida que você adotar. Portanto, o que você está esperando?

Siga essas dicas e mude agora mesmo seus hábitos!

Perguntas Frequentes sobre Multivitaminicos

Os suplementos multivitamínicos e multiminerais são indicados para complementar a alimentação, nunca substituí-la, contribuindo para a ingestão adequada de nutrientes e garantir a saúde do organismo.

Conheça alguns benefícios e tire suas dúvidas sobre esse suplemento muito utilizado no exterior por praticantes de musculação.

Leia abaixo tudo o que você precisa saber sobre os suplementos vitamínicos e minerais:

O que são suplementos multivitamínicos?
Os suplementos são encontrados em diversas formas, como cápsulas, comprimidos, pós ou líquidos. São indicados a indivíduos que por algum motivo não conseguem ingerir a quantidade ideal de nutrientes por meio da dieta diária. Especialistas recomendam de cinco a nove porções entre frutas, legumes e verduras. Dessa forma, torna-se viável completar a alimentação com tais suplementos.

Há necessidade de acompanhamento médico ou de um nutricionista para consumir um multivitamínico?
Não há necessidade de prescrição médica, mas é aconselhável uma avaliação nutricional completa ou uma conversa com um médico, antes de usar qualquer suplemento. Além disso, os multivitamínicos que não precisam de receita no Brasil trazem recomendações de doses diárias dentro das faixas de segurança estabelecidas para vitaminas e minerais.

Se eu tomar suplementos de vitaminas e minerais, corro o risco de ficar intoxicado?
Não há perigo algum desde que se respeite a dose diária indicada na embalagem. Os multivitamínicos vendidos sem receita são formulados para complementar a alimentação e suprir o organismo de nutrientes essenciais.

Devo tomar o multivitamínico logo ao acordar, ainda em jejum?
Não é proibido, mas o ideal é sempre tomar o suplemento durante uma das refeições para melhorar a absorção das vitaminas lipossolúveis.

Os suplementos combatem a fraqueza e a falta de energia?
Sim, sobretudo se a indisposição for causada pela carência de vitaminas e minerais, provocada, por exemplo, por dietas restritivas e inadequadas.

A suplementação de vitaminas aumenta a capacidade física?
Depende. Em pessoas com fadiga causada por carência nutricional, a suplementação restaura o equilíbrio e melhora o vigor físico.

Existe diferença entre vitaminas naturais e sintéticas?
Não, as vitaminas sintéticas dos multivitamínicos têm estrutura química idêntica à das vitaminas dos alimentos.

Posso tomar suplementos de vitaminas e minerais todo dia?
Sim. Os multivitamínicos vendidos sem receita podem ser tomados diariamente, já que sua finalidade é complementar a dieta. Os multivitamínicos/ multiminerais que não precisam de receita no Brasil trazem recomendações de doses diárias dentro das faixas de segurança estabelecidas para vitaminas e minerais.

Tenho que interromper o consumo depois de tomar três meses seguidos?
Não. Os multivitamínicos vendidos sem receita são recomendados para uso por tempo indeterminado.

A suplementação de vitaminas e minerais é indicada apenas para esportistas?
Não. Os multivitamínicos são uma boa opção para qualquer pessoa que se preocupe em alcançar os níveis de vitaminas e minerais necessários ao bom funcionamento do corpo.

Tomar multivitamínicos engorda?
Não. As vitaminas e os minerais não têm calorias nem abrem o apetite. Ou seja, não engordam.

Há algum risco em consumir vários tipos de suplementos vitamínicos?
Sim. Não se recomenda associar mais de um suplemento, pois poderá haver um consumo excessivo de algumas vitaminas ou de alguns minerais, ultrapassando os limites máximos de segurança.

Onde Comprar Multivitamínicos?
Listamos abaixo os melhores preços de multivitamínicos. Obviamente, os suplementos com preços mais altos irão proporcionar maior variedade e quantidade de vitaminas e minerais. Se quiser ver outras marcas com bons preços, clique aqui.

Insira os multivitamínicos na sua dieta agora mesmo e complemente o seu consumo de vitaminas, melhorando seu desempenho na musculação e até mesmo sua saúde!

Overtraining: O Que É e Como Evitar

O Overtraining é provavelmente um dos mais sérios obstáculos para bodybuilders naturais. Como já deve saber, o crescimento muscular ocorre quando há uma resposta ao treino de alta intensidade que progressivamente sobrecarrega os músculos e obriga-os desta forma a crescer de modo a satisfazer a grande demanda. No entanto, quando os músculos não têm o descanso necessário, começam a aparecer os primeiros indícios de overtraining.

Este artigo fornece conselhos para detectar os sintomas e resume as melhores práticas para a sua prevenção.

  • Efeitos do Overtraining

O overtraining causa uma variedade de efeitos negativos sobre o corpo, incluindo distúrbios fisiológicos e psicológicos. Sintomas psicológicos incluem a redução de desempenho na academia, manifestado com decrementos de força e massa corporal magra, as alterações na pressão arterial e frequência cardíaca, dor muscular prolongada, rigidez, aumento comum e dores musculares, atraso na recuperação e aumento da probabilidade de lesão. Também poderá sofrer de fadiga crônica, desidratação, perda de apetite e alterações no sono (insônia, má qualidade de sono). 

Além disso, o sistema imunológico também pode ser comprometido, tornando, assim, o corpo mais suscetível a infecções menores (por exemplo, constipações), problemas gástricos, dores de cabeça, e prolongar o seu tempo de cura. 
Sintomas psicológicos ainda incluem perda de motivação, pessimismo, sentimentos de tristeza ou depressão, mau humor, apatia e aumento da irritabilidade, ansiedade e redução da capacidade de se concentrar. O aparecimento de alguns desses sintomas deve ser utilizado como uma advertência, e merece uma análise detalhada, a fim de avaliar o seu grau de overtraining.

  • Solucionando o Overtraining

Evidentemente, o melhor tratamento é a prevenção do overtraining. Esta prevenção deve ser realizada a partir de vários pontos de vista, como o treino, repouso e alimentação. No que diz respeito ao treino, a chave é fazer exatamente a quantidade necessária para estimular os músculos e nada mais. Fazer exercícios adicionais poderá ser contraproducente. Dessa forma, deve-se manter treinos curtos (de preferência menos de 1 hora), uma vez que após esse tempo os seus níveis hormonais tornam-se muito baixos (a tal liberação de cortisol). Além disso, não faça esquemas de alta intensidade, como supersets, pré / pós-exaustão ou descendente, negativas,etc, Uma vez que estes exercícios são muito exigentes tanto mentalmente como fisicamente.

O repouso adequado é fundamental para permitir a recuperação muscular. Não ir à academia com tanta frequência (prefira 3 ou 4 dias por semana, no máximo 5) e deixar um músculo recuperar completamente antes de treiná-lo novamente. Além disso, pode também fazer uma pausa na rotina de treino. É possível voltar totalmente recuperado, tanto mentalmente como fisicamente, sendo capaz de lidar com cargas intensas novamente. Recomenda-se a ter uma semana de “folga” para cada 12 semanas de exercício constante. Além disso, lembre-se de obter sono adequado (pelo menos 8 horas por dia) para uma boa recuperação. É preciso também recuperação mental que pode ser obtida através de relaxamento e tentando evitar as situações de stress na vida.

A nutrição também tem um papel importante na prevenção do overtraining. Tenha uma dieta equilibrada, incluindo a quantidade certa de todos os macronutrientes. Assegure o cumprimento das suas necessidades calóricas diárias, ou ainda melhor, de um excedente calórico. Distribua o seu consumo alimentar entre 6 refeições diferentes ao longo do dia para garantir um fluxo constante de nutrientes, de forma a controlar melhor os níveis de cortisol, evitando o catabolismo. Tome cuidado também com a necessidade de micronutrientes (vitaminas e sais minerais) e água, utilizando um suplemento multivitamínico, se necessário.

Estas práticas contribuem para evitar o overtraining, e elas também devem ser seguidas, se já tiver num estado de overtraining. Neste caso, deverá ainda parar completamente os treinos durante alguns dias. Em seguida, deverá retornar aos treinos de forma gradual, com pesos mais leves e sessões curtas de treino. Depois de recuperar, é importante rever o seu programa de treino para evitar excessos. Também é preciso definir metas realistas para não entrar novamente em overtraining.

O que Comer Antes e Após o Treino de Musculação?

Sem dúvida, todas as refeições que compõem o programa alimentar de um atleta e/ou esportista são importantes, mas neste artigo vamos discutir a alimentação em dois momentos cruciais para o praticante de musculação: antes e após o treinamento.

Saiba quais são os alimentos mais indicados para comer antes e depois do treino de musculação. Além disso, listamos também quais os melhores suplementos para tomar no pré-treino, assim como no pós-treino.

Antes do treino, deve-se garantir uma refeição que o mantenha em estado anabólico durante o exercício, além de proporcionar um ótimo rendimento. Já, após o treino, o principal é garantir uma ótima recuperação do organismo. Muitas pessoas ainda acham que o crescimento muscular ocorre exatamente no momento do exercício, mas, na verdade, a maior parte do processo de hipertrofia acontece durante o período de descanso. O stress causado durante o treinamento pelas sobrecargas metabólicas e tensionais, provoca microlesões nos músculos envolvidos. Para ocorrer a hipertrofia, essas microlesões devem ser adequadamente reparadas num patamar superior ao anterior. Portanto, a fase de recuperação é fundamental para o desenvolvimento muscular. Se o indivíduo não estiver completamente recuperado, a musculatura responderá de maneira negativa, dificultando a hipertrofia. Nesse processo recuperativo, o descanso e uma ótima nutrição são fatores cruciais.

  • Refeição antes do treinamento
O que comer antes do Treino de Musculação?

É conveniente realizar uma refeição sólida em torno de 60 a 90 minutos antes do treinamento.

Este período é bem variável, pois enquanto algumas pessoas podem apresentar um ótimo rendimento realizando uma alimentação sólida apenas 30 minutos antes do exercício, para outras essa prática pode ser desastrosa. Portanto, a individualidade sempre deverá ser respeitada. Essa refeição deveria conter uma quantidade adequada de carboidratos complexos e proteínas, além de ser reduzida em fibras, frutose e gorduras. Nesse momento, uma refeição com a quantidade adequada de carboidratos aumenta de forma significativa o conteúdo de glicogênio nos músculos e no fígado, constituindo um importante fator para melhorar o desempenho.

Essa conduta tem por objetivo:

• Reduzir o catabolismo induzido pelo exercício (maior liberação insulínica e maior síntese de glicogênio);
• Garantir maior disponibilidade de aminoácidos para os músculos;
• Prevenir a hipoglicemia e os sintomas a ela relacionados;
• F ornecer energia para o trabalho muscular durante o treinamento;
• Evitar o estado de fome e o desconforto gastrintestinal durante o exercício;
• Proporcionar um correto aporte hídrico, garantindo que o indivíduo inicie o exercício num estado completamente hidratado.

Exemplos de refeições pré-treino

Os exemplos de refeições foram divididos em níveis: iniciante, intermediário e avançado. No nível avançado, podemos incluir pessoas com um expressivo desenvolvimento muscular, tais como os bodybuilders .

Nível iniciante:
Pão branco com geléia de frutas, acompanhado de iogurte de frutas light e uma fruta;
Extrato solúvel de soja light batido com uma fruta e aveia em flocos.

Nível intermediário:
Pão branco com queijo branco magro, acompanhado de iogurte de frutas light e uma fruta;
Iogurte de frutas light com cereal sem açúcar e uma fruta.

Nível avançado:
Batata doce/mandioca cozida acompanhada de peito de frango;
Panqueca de aveia em flocos com claras de ovos e uma banana.

Logicamente, as quantidades não foram especificadas devido as grandes variações individuais. Além disso, devemos lembrar que as opções acima são apenas sugestões, devendo-se sempre respeitar os hábitos, preferências, alergias, aversões e intolerâncias alimentares de cada um. No período entre essa refeição e o treinamento (60 – 90 minutos) deve-se garantir um aporte hídrico entre 500 ml e 1000 ml.

Para os que estão em um nível intermediário ou avançado de treinamento, a inclusão de uma suplementação, entre 15 e 30 minutos, antes do treino pode ser de grande valia. Nesse período, a suplementação é preferível à alimentação sólida, pois causará um rápido esvaziamento gástrico, evitando qualquer tipo de desconforto.

Exemplos de suplementação logo antes do treino – 

Quais são os melhores suplementos para tomar antes do treino (Pré-Treino)?


Nível intermediário:
Maltodextrina
Whey protein

Nível avançado:
Maltodextrina
Whey protein
BCAAs
Glutamina

No nível intermediário, o uso de maltodextrina acompanhado de uma pequena quantidade de whey protein proporcionaria um melhor rendimento associado a um aumento na síntese protéica. Já no nível avançado, devido à alta intensidade do treinamento, além de maltodextrina e whey protein , o uso de BCAAs e glutamina parece ser interessante. Ainda para os indivíduos em nível avançado, a inclusão de outros suplementos, tais como HMB e óxido nítrico em determinados períodos também pode ser útil. O uso de vitaminas do complexo B é recomendado em alguns casos, dependendo da ingestão de carboidratos da dieta, já que essas vitaminas atuam como coenzimas do metabolismo energético. Portanto, a ingestão de vitaminas do complexo B está diretamente relacionada ao teor de carboidratos na dieta.


Durante o treinamento

Em atividades com menos de uma hora de duração, a suplementação com carboidratos não é necessária. Garantir um ótimo aporte hídrico já seria suficiente. No entanto, para atividades com duração superior a 60 minutos, o uso de um repositor de carboidratos é necessário, sendo que em atividades com duração superior a 90 minutos o repositor deveria conter eletrólitos. Algumas pessoas engajadas em um treinamento com pesos de alta intensidade observam um melhor rendimento com o uso de maltodextrina durante o treino; outras já não observam essa melhora. Neste caso, a experiência de cada um auxiliará na escolha, sempre respeitando a temperatura (em torno de 16ºC) e a concentração da solução – que deverá estar entre 6 e 8%, visando um rápido esvaziamento gástrico.

  • Refeição após o treinamento

O que comer depois do Treino de Musculação?
Imediatamente após o treinamento, é interessante realizar uma refeição o quanto antes, para auxiliar no processo de recuperação e evitar o catabolismo. Essa prática promoverá melhor perfil hormonal anabólico, diminuição da degradação protéica miofibrilar e rápida ressíntese de glicogênio. A fim de garantir maior praticidade, o uso de suplementos, nesse caso, é bem interessante, pois além da dificuldade de transporte, observa-se em treinamentos mais intensos, o que é conhecido como anorexia pós-esforço, dificultando o processo alimentar.

Imediatamente após o exercício, os músculos que estavam ativos se preparam para restabelecer a energia gasta e maximizar a entrada de nutrientes. Esse é o estado em que o corpo se encontra mais receptivo à absorção e ao armazenamento de energia. Durante o treino, ocorre uma diminuição natural na insulina circulante, sendo que, por meio da ação de receptores específicos, a glicose entra nas células sem depender de insulina nesse momento. Este fenômeno é conhecido como período insulino-independente, com duração de uma a duas horas após a atividade física.

Quando se ingere um alimento na fase insulino-independente, os nutrientes entrarão nas células mais rapidamente, proporcionando uma ótima absorção.

Exemplos de suplementação logo após o treino
Quais são os melhores suplementos para tomar antes do treino (Pré-Treino)?

Nível intermediário:
Maltodextrina
– Dextrose
Whey protein

Nível avançado:
Maltodextrina
– Dextrose
Whey protein
BCAAs
Glutamina
– Nutrientes antioxidantes
– HMB

Nesse período recomenda-se o uso de um shake contendo proteínas de rápida absorção (whey protein), além de uma mistura de carboidratos com alto índice glicêmico (dextrose e maltodextrina). Esses valores são variáveis de acordo com cada indivíduo, mas como parâmetro, em torno de 8 gramas de carboidratos por kg de peso corporal (50% maltodextrina e 50% dextrose) e 4 gramas de proteínas hidrolisadas por kg de peso corporal parece ser o suficiente para garantir uma ótima ressíntese de glicogênio, uma excelente liberação do hormônio anabólico insulina, otimizar a síntese protéica e interromper a proteólise. Em nível avançado, pode-se ainda enriquecer essa solução com BCAAs, glutamina e HMB, dependendo de sua disponibilidade financeira.

Antioxidantes são substâncias capazes, mesmo em concentrações relativamente baixas, de retardar ou inibir o processo oxidativo. Podem agir bloqueando a formação de radicais livres ou interagindo com eles, tornando-os inativos. Estudos demonstram que o trabalho muscular intenso gera maiores quantidades de radicais livres de oxigênio, os quais, se não forem devidamente neutralizados, podem iniciar um processo deletério nas células e tecidos, chamado estresse oxidativo. Este pode levar à destruição de lipídios, proteínas e ácidos nucléicos, causando diminuição do rendimento físico, fadiga muscular, estresse muscular e overtraining . Como exemplos de nutrientes antioxidantes, podemos citar a vitamina C e a vitamina E.

Tanto antes, quanto após o treino, os indivíduos em nível inicial de treinamento não necessitam fazer qualquer tipo de suplementação, salvo alguma orientação em um caso específico.

Após um período de no máximo 60 minutos, é interessante realizar uma refeição contendo uma boa quantidade de proteínas de alto valor biológico, carboidratos complexos, e restrita ao máximo em gorduras. Nesse momento, os níveis sangüíneos do hormônio anabólico insulina encontram-se elevados (devido ao shake ingerido alguns minutos antes), o que propicia uma ótima absorção dos nutrientes ingeridos.

Exemplos de refeições pós-treinamento

Nível iniciante:
– Arroz e feijão, acompanhado de carne vermelha magra, legumes e verduras.
– Pão branco com patê de atum light com requeijão light e suco natural de frutas

Nível intermediário:
Arroz e feijão, acompanhado de peito de frango, legumes e verduras.
Extrato solúvel de soja light, batido com fruta e aveia em flocos, acompanhando pão branco com patê de peito de frango desfiado com requeijão light

Nível avançado:
Batata inglesa acompanhada de peito de frango, legumes e verduras
Arroz branco acompanhado de peixe, legumes e verduras.

O presente artigo teve por objetivo principal identificar a importância de uma nutrição adequada para o sucesso do treinamento com pesos, particularmente nos horários antes e após o treinamento. Espero que as dicas apresentadas auxiliem aqueles que buscam objetivos sólidos com o treinamento com pesos. Lembre-se: antes de iniciar qualquer dieta, consulte um profissional habilitado em nutrição esportiva. Só ele poderá elaborar um programa alimentar de acordo com suas necessidades.

Fonte: Waldemar Guimaraes
Autor: Rodolfo Peres

Importância de Alguns Fatores na Musculação

Você provavelmente já deve ter se perguntado: “O que é melhor: Tomar Whey com Leite ou tomar Whey com Água?”. Você sabia que tomar Whey com leite ou com água não faz tanta diferença assim?
Essas e outras perguntas são muito comuns entre os praticantes de musculação, principalmente os de nível básico ou mediano. 
Citamos aqui alguns fatores e o nível de importância na musculação. Dessa forma você vai tirar suas dúvidas de uma vez por todas e obter melhores ganhos com maior qualidade.



1 – É melhor tomar Whey Protein com leite ou tomar Whey Protein com água?
Nível de Importância: MÍNIMA

Sim, o leite diminui a velocidade de absorção da whey, mas já foi provado que a sua “janela de oportunidade” é maior que 24 horas. Além disso o que realmente influi nos resultados é a composição completa da dieta, ingestão calórica, e qualidade dos alimentos, além disso, mesmo jogando sua absorção rápida no lixo, ainda é um upgrade poderoso na dieta, fonte proteica concentrada e prática.

2 – Qual o melhor horário para tomar a Creatina?
Nível de Importância: MÍNIMA

Existem sistemas que sugerem ingerir pré-treino, outros pós-treino, outros em ambos, mas a realidade é que o verdadeiro efeito da creatina vem com a frequência, ou seja, no médio prazo de ingestão diária. Poderíamos discutir sobre fase de saturação ou efeito placebo, mas tambem são assuntos com pouco ou nenhum impacto 

Em se tratando de creatina, e de marca confiável, basta tomar sempre.
Melhores Marcas de Creatina:

3 – Tempo de descanso entre treinos e entre séries.
Nível de Importância: GRANDE

É o tempo entre cada série e exercicio, e a divisão entre os músculos treinados que determinada os resultados do seu treino. Descansos altos entre as séries (2min ou mais) visam ganho de força, descansos mínimos (30seg-1min) visam ganhos de resistência, etc e tal.

Já o descanso entre os treinos de cada músculo deve ser de PELO MENOS 48 horas. Ou seja, se você treinou bíceps na segunda-feira, se quiser treiná-lo novamente na semana só poderá realizar isso de quarta-feira em diante. A razão disso é que o músculo cresce no descanso, e não na academia.

4 – Tipos de execução e ordem de treino.
Nível de Importância: GRANDE

A forma como seu corpo lentamente cresce tem influência direta com a forma que voce faz seu exercício, e mesmo que voce não acredite que supino e crucifixo inclinado desenvolvam um peito mais quadrado e menos caido, o estimulo excêntrico no musculo é sempre bem-vindo para sair de platôs no seu desenvolvimento. Não basta discutir sobre quais exercicios fazer, mas também em qual ordem, sob quais intensidades ou sequências. É o estudo aplicado do treino que diferencia corpos assimétricos e desproporcionais de corpos realmente perfeitos.

5 – Horário de ingestão dos alimentos.
Nível de Importância: MÉDIA

Já existem inúmeras dietas e estudos que enfatizam os benefícios do jejum, além disso o que realmente gera ganhos ou perdas é a ingestão calórica versus o seu gasto calórico, e nada mais. Porém não adianta simplesmente fazer uma refeição diária de 3000kcal. O horário da alimentação é importante sim, ainda mais pra quem manipula a insulina no corpo, e certamente uma alimentação pós-treino tem muito mais chances de ser usada para suprir sua energia do que uma refeição no meio da madrugada, que pode muito bem ser estocada como reserva de gordura no corpo, porém muita gente que nem sequer trabalha no ramo sofre pra caramba pra manter refeições de 3 em 3 horas, entre outras práticas complicadas. E como já foi dito, isso TAMBÉM dá resultados, só não é o centro da sua evolução

6 – Bebida alcoólica e a Musculação.
Nível de Importância: MÉDIA

O álcool, em medidas razoáveis, até ajuda nos ganhos, também já se vê recorrentes artigos sobre o assunto, porém em quantidades exageradas ele é o verdadeiro vilão da historia. A questão não é abolir completamente o álcool da sua vida, mas sim abolir o consumo exagerado de QUALQUER alimento. É diferente de certos alimentos como refrigerantes, onde de fato os benefícios não superam os maleficios…

Enquanto as pessoas continuarem a fugir do básico: treino, descanso, alimentação e suplementação, vão continuar por aí, perdidas em fóruns, perdendo tempo e dinheiro, quando poderiam muito bem fazer da musculação um esporte mais saudável e acessivel para todos.

25 Razões para Tomar Chá Verde

chá verde emagrece

Listamos aqui algumas razões que vão te fazer começar a tomar o chá verde agora mesmo. 

Todos sabemos que o chá verde ajuda a emagrecer.
O que pouca gente sabe é que, além de ajudar a emagrecer, fazer o uso do chá verde traz ainda muitos outros benefícios para a saúde.

Depois de conhecer todos os benefícios do chá verde, é bem provável que você irá querer comprar, então indicamos também onde comprar Chá Verde no final do artigo.





Razões para Tomar o Chá Verde:
1. Câncer
O Chá verde ajuda a diminuir o risco de câncer. O antioxidante presente no chá verde é 100 vezes mais eficiente do que a vitamina C e 25 vezes melhor que a Vitamina E. Isso ajuda seu corpo a proteger as células do dano que se acredita estar ligado ao câncer.

2. Doenças Cardíacas

O Chá verde ajuda a prevenir doenças do coração e infartos ao diminuir o nível do colesterol. Mesmo depois do ataque cardíaco, previne a morte das células e acelera a recuperação de células do coração.
3. Anti-Envelhecimento
O Chá verde contém antioxidantes conhecidos como polifenóis que lutam contra os radicais livres. O que isso significa é que te ajuda a lutar contra o envelhecimento e promove longevidade.
4. Perda de Peso
O Chá Verde ajuda na perda de peso. O chá verde queima gordura e acelera a taxa do seu metabolismo naturalmente. Ele pode ajudá-lo a queimar até 70 calorias em apenas um dia. Isso significa até 3 kg em um ano. Isso considerando que você irá ingerir o chá verde sem praticar nenhuma atividade física.

5. Pele

Os antioxidantes presentes no chá verde protegem a pele dos efeitos prejudiciais dos radicais livres, que causam as rugas e o envelhecimento da pele. O chá verde também ajuda a combater o câncer de pele.
6. Artrite
O Chá Verde pode ajudar a prevenir e reduzir o risco de artrite reumatóide. O chá verde traz benefícios para sua saúde, pois protege a cartilagem ao bloquear as enzimas que destroem cartilagem.

7. Ossos

A chave pra isso é a quantidade alta do fluoreto contido no chá verde. Isso ajuda a manter seus ossos fortes. Se você beber chá verde todos os dias, isso vai ajudá-lo a preservar a densidade dos seus ossos.

8. Colesterol

O chá verde pode ajudar a diminuir o nível do colesterol. Ele também melhora a proporção do colesterol bom para o colesterol ruim, reduzindo os níveis de colesterol ruim.
9. Obesidade
O Chá Verde previne a obesidade ao parar o movimento da glicose nas células de gordura. Se você estiver em uma dieta saudável, se exercitar regularmente e beber chá verde, é praticamente impossível que fique obeso.
10. Diabetes
O Chá Verde melhora o metabolismo dos lipídeos e da glicose, previne aumentos do nível de açúcar no sangue e equilibra a sua taxa de metabolismo.

11. Mal de Alzheimer

O Chá Verde ajuda a melhorar sua memória. Mesmo que não haja cura para o Alzheimer, ele ajuda a desacelerar o processo da redução de acetilcolina no cérebro, o que causa o Alzheimer.

12. Parkinson

Antioxidantes no Chá Verde ajudam a prevenir contra danos celulares no cérebro, o que pode causar Mal de Parkinson. Pessoas que bebem chá verde também tem menos chance de piorar o quadro de Parkinson.

13. Doença de Fígado

O Chá Verde ajuda a prevenir a falha em um transplante de fígado em pessoas com insuficiência hepática. Pesquisas mostraram que o chá verde destrói os radicais livres prejudiciais nos fígados.

14. Pressão Alta

O Chá Verde ajuda a prevenir pressão alta. Beber chá verde ajuda a manter sua pressão sanguínea baixa ao reprimir a angiotensina, o que causa pressão alta.

15. Intoxicação Alimentar

A catequina encontrada no chá verde pode matar bactérias que causam intoxicação alimentar e mata as toxinas produzidas por essas bactérias.

16. Açúcar no Sangue

O Açúcar no Sangue tende a aumentar com a idade, mas os polifenóis e polissacarídeos no chá verde ajudam a diminuir o nível de açúcar no sangue.

17. Imunidade

Os polifenóis e flavonóides encontrados no chá verde ajudam a melhorar seu sistema imunológico, tornando sua saúde mais forte para combater infecções.
18. Resfriado e Gripe
O Chá Verde previne que você pegue um resfriado ou uma gripe. A Vitamina C no Chá Verde ajuda no tratamento da gripe e os resfriados comuns.
19. Asma
A Teofilina do chá verde relaxa os músculos que seguram os tubos bronquiais, reduzindo a intensidade da asma.

20. Infecções Auriculares

O chá verde ajuda a curar infeções auriculares. Para a limpeza dos ouvidos molhe um pouco de algodão no chá verde e limpe a orelha infectada.

21. Herpes 

O Chá Verde aumenta a eficiência do tratamento da herpes com interferon. Primeiro uma compressa de chá verde é aplicada, então deverá deixar a pele secar antes do tratamento com interferon.

22. Dentes

O Chá Verde destrói bactérias e vírus que causam muitas das doenças dentárias. Ele também retarda o crescimento de bactérias que causam mau-hálito. 
23. Stress
A L-Teanina, que é um tipo de aminoácido presente no chá verde, pode ajudar a aliviar o stress e a ansiedade.
24. Alergias
O EGCG presente no chá verde pode reduzir e aliviar alergias. Então, se você tem qualquer tipo de alergia, você deveria considerar tomar chá verde.
25. HIV
Cientistas no Japão descobriram que o EGCG no chá verde pode impedir que o HIV se prenda a células saudáveis do sistema imunológico. Isso significa que o chá verde pode ajudar a impedir que o vírus HIV se espalhe.
Onde comprar Chá Verde Barato?