Como Evitar a Perda de Músculos Causada pelos Aeróbicos

19/11/2012
Manter Músculos Aeróbicos

Se você pretende manter os exercícios aeróbicos na sua rotina, é preciso prestar bastante atenção em algumas regras para evitar a perda de músculos nesse processo. Nesse artigo vamos apresentar algumas soluções para aqueles que querem continuar fazendo aeróbicos mas desejam manter a maior quantidade de massa muscular possível. Continue lendo e conheça nossas dicas.

Aeróbicos X Catabolismo

De maneira geral, nosso corpo entra em estado catabólico (estado em que ocorre a perda de músculos) quando passa por situações exageradamente desgastantes e cansativas.

Por esse motivo, o recomendável é não ultrapassar 60 minutos de exercícios aeróbicos a cada sessão de treino, mantendo a taxa de batimentos cardíacos por volta dos 120-135 BPM. Lembrando que esse é o limite máximo, geralmente ao ultrapassar esse limite você fará com que seu corpo se esgote e desgaste de maneira exagerada, proporcionando o ambiente perfeito para ocorrer o catabolismo.

Não ultrapasse 60 minutos durante o Exercício Cardiovascular e evite a perda de músculos.

Vale lembrar que cada corpo responde de uma maneira, e cada organismo tem o seu próprio limite. Perceba seu limite. Se você tem como objetivo a perda de gordura e sente que precisa manter os aeróbicos, faça isso na dose certa para evitar perder músculos durante esse processo. Preste atenção ao que o seu corpo te diz: caso você se esgote demais, significa que está exagerando e que seus músculos provavelmente irão “pelo ralo”.

Se você não tiver cuidado, o Catabolismo vai te alcançar uma hora ou outra e quando isso ocorrer será seu maior pesadelo: a perda de gordura pode estagnar, sua massa muscular pode começar a diminuir, você se sentirá mais desgastado e todo o seu esforço será em vão.

Suplementação Adequada

Por fim, recomenda-se a utilização de um BCAA de qualidade antes e após o exercício aeróbico para garantir uma maior retenção de massa muscular e evitar o catabolismo. Prefira aquelas marcas que possuem uma boa proporção de aminoácidos em cada cápsula, aumentando assim o rendimento do produto e garantindo sua eficácia. Nem sempre a marca que tem maior quantidade de cápsulas é a melhor. Analise o custo benefício através da quantidade total de cápsulas X a proporção de aminoácidos da fórmula.

Marcas de BCAA Recomendadas:

Mais Lidas do Mês:

noticia relacionada 1noticia relacionada 2

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *