Dominando o Desenvolvimento Militar (e de Quebra Desenvolver o Abdômen)

19/03/2014

Desenvolvimento Militar

Nesse artigo vamos entender como dominar o Desenvolvimento Militar de forma correta e de quebra melhorar o desenvolvimento do abdômen. Continue lendo para conhecer nossas dicas sobre esse assunto.

Dominando o Desenvolvimento Militar

O desenvolvimento militar pode ser o exercício mais mal executado nas academias. Antes do supino ser inventado (ou pelo menos antes dos bancos confortáveis que tornaram o exercício popular), foi um dos movimentos competitivos mais populares.

Pode ser que nem mesmo você faça esse exercício corretamente. Se você executa o exercício com os pés na largura dos ombros, isso não é o desenvolvimento militar. Para se qualificar como militar, os pés devem estar juntos, como se você fosse literalmente um soldado. Como você vai ficar um pouco menos estável, seu tronco será exigido para dar equilíbrio, dando-lhe mais um treino abdominal indireto, mesmo com menos peso. Bônus: quando você voltar a realizar o exercício com os pés afastados ou sentado, irá perceber uma maior facilidade no aumento de peso.

Vamos agora as dicas para aproveitar melhor o Desenvolvimento Militar

Respiração

Respirar profundamente antes de iniciar o movimento permite estabilizar a caixa torácica e ombros. Expire (ar pra fora) conforme você levanta o peso e inspire (ar pra dentro) enquanto abaixa a barra.

Pegada

Segure a barra com suas mãos um pouquinho mais largas que a largura dos ombros, dessa forma você poderá utilizar os braços de forma confortável durante o exercício. Se usar uma pegada mais larga será mais difícil conduzir o peso durante o movimento.

Equilíbrio

Foque em manter seus antebraços na posição vertical durante o movimento para manter o peso em equilíbrio e “jogue” o peso no cotovelo em vez do pulso.

Empurre

Mantenha seus cotovelos verticalmente alinhados com suas orelhas. Não os movimentem nem pra frente e nem pra trás, para garantir que o peso tenha que percorrer a menor distância possível.

Não desça demais

Não vá até mais baixo que o queixo. Se você descer a barra demais, é bem provável que você rotacione os ombros internamente excessivamente, tirando o foco dos deltoides. Então desça apenas até o queixo e nada mais que isso.

Mais Lidas do Mês:

noticia relacionada 1noticia relacionada 2

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *