Monthly Archives: março 2011

Hipercaloricos: efeitos e como tomar

Melhores Hipercaloricos

Um dos suplementos mais indicados para ganho de massa muscular rapidamente, o hipercalórico vem ganhando espaço cada vez mais entre os praticantes de musculação profissionais e até mesmo amadores. Entenda um pouco mais sobre a utilização dos hipercalóricos (também chamados de “massa”) nesse artigo.

REAL GAINS – UNIVERSAL

610 Kcal por porção / 53g de Proteína!

➜ ➜ 27 abril 2017: URGENTE: ESSE SUPLEMENTO TÁ COM UM MEGA DESCONTO!
ENTENDA NO VÍDEO:

➜ ➜ ➜  COMPRAR O REAL GAINS DE 4,8 KG FALADO NO VÍDEO (CLIQUE)
(Verifique se o desconto ainda está ativo! Corre pois nunca teve um desconto tão absurdo assim!

O que são hipercalóricos e quais são seus efeitos?

Os Hipercalóricos tem em sua composição, uma combinação de carboidratos de alto índice glicêmico, proteínas de alto valor biológico, aminoácidos, vitaminas e minerais dentre outros nutrientes, além de algumas marcas possuírem Omega-6 e Omega-3 que são ácidos graxos poliinsaturados, gorduras essenciais para a nossa saúde e que devem estar presente em nossa dieta.

Indicado para indivíduos que estão iniciando agora na musculação e estão abaixo do seu peso, também para outros esportistas que gastam muitas calorias durante seus treinos e praticantes de algum tipo de arte marcial, usam os hipercalóricos como energizantes.

Ectomorfos que na maioria se caracterizam por baixo peso e dificuldades de ganhar massa muscular, devido ao seu metabolismo ser muito rápido e a queima de calorias ser mais intensa, também tem encontrado nos hipercalóricos um auxilio para hipertrofia (gaho de músculos).

Após o individuo atingir o peso ideal, o mais indicado é ele substituir os hipercalóricos pelo Whey Protein e Dextrose. Já que como pode ser visto na composição nutricional dos hipercalóricos, eles possuem grande quantidade de maltodextrina, carboidrato de alto índice glicêmico, que em excesso, pode causar o acúmulo de gordura.

Como tomar os hipercalóricos?

Horários possíveis para fazer uso de hipercalóricos:

  • Ao acordar, a fim de evitar ainda mais o catabolismo, já que ficamos muito tempo sem se alimentar durante o sono.
  • Antes do treino (30 minutos antes) como fonte de energia, pode ser misturado com água ou leite desnatado.
  • E depois do treino, caso você não tome Whey Protein e dextrose, pode colocar o hipercalórico no lugar para impedir o catabolismo e repor as energias gastas.
  • Na maioria das embalagens desse suplemento, vem informado a dose recomenda.

Quais os melhores hipercalóricos do mercado?

Nacionais:


Massa 3200 Anti-Catabolic

Disponível nos tamanhos: 1kg, 1,5kg, e 3kg.

Com ação anti-catabólica, ou seja, não deixa que os muscúlos entrem em estado de perda de volume, mantendo-os sempre em estado de anabolismo, ou seja, crescimento. Grande quantidade de proteínas por porção. Além disso fazem parte de sua composição a Whey Protein Isolate (Proteína Isolada do Soro do Leite); a proteína hidrolisada com alto teor de glutamina, importante aminoácido, que previne o catabolismo muscular; BCAA e Cromo Picolinato. Matérias primas naturais que fornecem até 3200 calorias na porção diária.

Os produtos da Probiótica são fabricados com matérias primas importadas.
Onde comprar? Clique aqui

 

Anticatabolic Mass 27000

 

 

Também com ação anti-catabólica, garantindo um estado de anabolismo por longos períodos. Ideal para ser usado a qualquer hora do dia, sendo também indicado o uso no pós-treino, pela grande quantidade de proteínas de fontes de alto valor biológico.

Outras marcas de Hipercalóricos nacionais: Clique aqui

Importados:

Real Gains

Considerada uma das melhores e mais sérias marcas de suplementos importados, o Real Gains da Universal é um dos melhores investimentos que o praticante de musculação interessado em elevar seu corpo corporal pode conseguir. Enorme quantidade de proteínas por dose (52g), irá garantir um ganho de peso com qualidade e pouco acumulo de gordura.
Outras marcas de Hipercalóricos: Clique aqui
Hipercaloricos melhores marcas
 

última atualização: abril / 2017

Creatina Universal: Analise e onde comprar

Creatina Universal é a creatina preferida mundialmente devido seu alto grau de pureza e pelos resulatos que proporciona. A creatina é um aminoácido que ocorre naturalmente em humanos, porem em níveis mais altos auxilia no aumento de força e de massa muscular. Atua no estoque de energia que os músculos e os outros tecidos necessitam. Quando A Creatina consumida adequadamente como creatina exógena, faz com que os estoques musculares de creatina se tornem mais elevados, assim como os seus derivados: fosforilado e a fosfocreatina. Oferece o aumento desses estoques, oferecendo benefício terapêutico, prevenindo depleção de ATP, estimulando a síntese de proteína ou reduzindo sua degradação.

Creatina é um aminoácido que ocorre naturalmente em humanos e também é consumida na dieta. Atua no estoque de energia que os músculos e os outros tecidos necessitam. Quando consumida adequadamente como creatina exógena, faz com que os estoques musculares de creatina se tornem mais elevados, assim como os seus derivados: fosforilado e a fosfocreatina. Oferece o aumento desses estoques, oferecendo benefício terapêutico, prevenindo depleção de ATP, estimulando a síntese de proteína ou reduzindo sua degradação.

Benefícios – Creatina Universal
  • Produto destinado a complementação os estoques endógenos de creatina
  • Melhora os níveis de energia
  • Auxilia na hipertrofia muscular
  • Complementa os estoques endógenos de creatina
  • Ganho de Força
  • Aumenta os Níveis de ATP (Energia)
  • Explosão muscular
  • Ganho de Massa muscular
Onde comprar Creatina Universal 
Creatine Powder – Pelo preço mais barato do mercado:


Dúvidas com relação ao uso da Creatina? Leia: Creatina: O que é, como tomar e quais são seus efeitos.

100% Whey Protein – Optimum – Analise

Análise – 100% Whey Protein (Optimum)
Artigo explicativo: O que é, efeitos, onde comprar.


Benefícios


– Contém uma alta quantidade de Whey Isolado
– Maior porcentagem de Whey puro por porção
– Pepídeos de HidroWhey de ação rápida
– Contém mais de 5,5g de BCAA por dose
– Contém cerca de 4g de Glutamina e Precursores por Dose
– Fácil de misturar. Dissolve bem. Evita desperdício de produto no fundo do recipiente.

Informações – 100% Whey Protein – Optimum
100% Whey Protein é derivado do soro do leite (livre de lactose) com troca iônica e baixo peso molecular, o que proporciona o mais alto valor biológico da proteína e capacidade de absorção. Possui alto teor de aminoácidos essenciais e de cadeia ramificada BCAA’s, necessários para o ganho de massa muscular magra. Suplemento execelente para suprir as 2 gramas de proteinas necessárias por kg de peso corporal. 

Conhecida por conter altos teores de Lactoalbumina, nome genérico com o qual os cientistas batizaram a proteína, este complemento alimentar possui pequenas concentrações de gordura e proteína de elevado grau de pureza. As proteínas do soro representam até 20% das fontes proteicas de alimentação, e estão divididas em quatro grupos: caseínas, proteínas do soro do leite, proteínas das membranas dos glóbulos de gorduras e outras. 

Recentes estudos científicos indicam a Whey Protein como o melhor complemento proteico para atletas. Ao contrário daqueles que não fazem nenhum tipo de exercícios de forma regular, os praticantes de culturismo necessitam de proteínas em quantidade e qualidade bem superiores. Auxiliares da construção muscular, elas são necessárias também para a formação de enzimas, anticorpos, hormônios e manutenção orgânica. 

Se comparada com outras fontes proteicas, como a caseína,a Whey Protein possui maior Valor Biológico (VB), tendo um excelente balanço de aminoácidos. Só para ter uma idéia, o VB da Whey Protein é de 159, o da albumina (clara do ovo) de 88 e o do peito do frango de 79, enquanto o da caseína é de 71. Além disso, a exemplo de todas as outras proteínas brutas, a caseína começa a digestão no estômago. Já a Whey Protein elimina esta etapa. De acordo com estudo publicado pelo American Journal of Clinical Nutrition, o produto chega como estrutura protéica intacta no pequeno intestino onde é absorvido rapidamente. Paralelamente aos estudos de Valor Biológico, foram realizadas pesquisas nas quais ficou comprovado o aumento da imunidade. 

Durante oito semanas de testes em laboratórios, o sistema imunológico de animais respondeu de maneira efetiva às dietas com Whey Protein.
Composição – 100% Whey Protein

Informações Nutricionais
Porção: 30,4g (1 colher-medida)
Quantidade
por porção
% IDR *
Valor energético 120 kcal
6
Carboidratos 3 g
1
Proteínas 24 g
48
Gorduras totais 1 g
2
Gorduras saturadas 0,5 g
2
Gorduras trans 0 g
Fibra alimentar 0 g
0
Sódio 130 mg
5
* Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 calorias ou 8400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.
Ingredientes: proteína do soro do leite isolada, proteína do soro do leite concentrada, peptídeos do soro do leite, cacau processado com álcali, sal, aroma natural e artificial, estabilidade lecitina de soja, edulcorantes artificiais, sucralose e acessulfame K. Não Contém Glúten.
Sugestão de Uso: Misturar uma colher-medida a cerca de 300 ml de água ou leite e ingerir diariamente.
Recomendação: Crianças, gestantes, idosos e portadores de qualquer enfermidade, consultem médico e/ou nutricionista. Consumir este produto conforme a Recomendação de Ingestão Diária constante da embalagem.

Onde comprar 100% Whey Protein Optimum barato:


Glutamina: o que é, onde comprar e como tomar

  • O QUE É GLUTAMINA?

O aminoácido glutamina é o mais abundante aminoácido de forma livre encontrado no tecido muscular. Além de atuar como nutriente (energético) às células imunológicas, a glutamina apresenta importante função anabólica promovendo o crescimento muscular. Este efeito pode estar associado à sua capacidade de captar água para o meio intracelular, o que estimula a síntese protéica.

Como outros aminoácidos, a glutamina desempenha um papel vital no metabolismo da proteína e na recuperação muscular. A glutamina não é somente utilizada pelo tecido muscular, mas também em grande quantidade pelo sistema imunológico e também pelo sistema digestivo. Durante períodos de treinamento intenso, os níveis deste aminoácido podem declinar e nosso corpo não é capaz de produzi-lo suficientemente. Isto pode resultar no esgotamento dos níveis de glutamina em nossos músculos e desta maneira causar avaria no músculo/tecido e na imunidade.

Por outro lado, o uso da glutamina como agente farmacológico em terapia nutricional tem sido abordado intensamente na literatura recente; a glutamina é um aminoácido de importância fundamental para muitas funções homeostáticas e funcionamento de inúmeros tecidos do corpo, particularmente o sistema imunológico. A glutamina tem recebido atenção especial por ser o aminoácido mais abundante no plasma, e, apesar de ser considerado um aminoácido não essencial, a glutamina é um nutriente indispensável nos estados catabólicos (como infecção, cirurgia, trauma, queimadura e imunossupressão) tornando-se condicionalmente essencial. Nestas situações, passam a ocorrer alterações no fluxo dos aminoácidos entre os órgãos, levando a queda nos níveis plasmáticos de glutamina.

A glutamina é o combustível principal para os enterócitos (células da mucosa intestinal) e tem importante função na manutenção da estrutura e função intestinal. Além do mais, a suplementação com glutamina tem provado ser benéfica às funções do sistema imunológico, melhora do balanço nitrogenado e dos parâmetros nutricionais no período pós-operatório e reduz as perdas protéicas nos estado catabólicos graves. Por estas razões, as dietas enriquecidas com glutamina devem ser consideradas no suporte nutricional de várias doenças. A nutrição enteral (alimentação por sonda) e parenteral (via endovenosa) tem sido sugerida no tratamento desses pacientes.

Um estudo publicado no jornal do American College of Sports Medicine constatou que o exercício, quando praticado com regularidade e num ritmo agradável, diminui as chances da pessoa pegar infecções. Porém exagerar causa o efeito contrário. Os atletas que treinam de maneira árdua (bodybuilding) estão mais suscetíveis a gripes e problemas respiratórios. A explicação para essa aparente incoerência está na queda dos níveis de glutamina no sangue, que é excessivamente consumida durante os treinamentos. É exatamente ela, a responsável pela alimentação dos leucócitos. A queda dos estoques de glicogênio intramuscular está associada a quedas nas concentrações muscular e plasmática da glutamina, aminoácido essencial para os leucócitos desempenharem suas funções de destruição de bactérias e vírus. Por este motivo é que se diz que em overtraining o sistema imunológico fica debilitado. A solução para esses esportista profissionais que treinam pesado é a suplementação de glutamina, diminuindo assim as chances de se debilitar.

  • POR QUE DEVEREI USAR GLUTAMINA ?

Como é o objetivo de muitos suplementos que hoje estão no auge, incluindo Creatina monoidratada e HMB, Glutamina é usada na tentativa de aumentar os níveis de força, acentuar ganhos na dimensão e força muscular e prevenir avaria no tecido muscular, que pode ocorrer logo após exercícios árduos. Suplementando a dieta com Glutamina os atletas de musculação estarão capacitados para evitar lesões no tecido muscular e promover a “volumização” da célula (aumento do volume celular). Quando o suprimento de glutamina é insuficiente o tecido muscular é o primeiro a ser sacrificado. Desta maneira o tecido muscular que foi destruído deixará o músculo “achatado”, com menos força e em condição muito desfavorável para o seu crescimento. Contudo, quando o suprimento de glutamina é abundante, ocorre o oposto. Altos níveis de glutamina no músculo e de outros “volumizadores’’ (que provoca aumento) de célula, como Taurina, podem levar ao metabolismo da proteína e à ‘’volumização’’ da célula. A ‘’volumização’’ da célula é um processo pelo qual as moléculas de água são atraídas (puxadas) para dentro de célula do músculo, ajudando-a a ter o aspecto de “cheia’’ ou mais “bombeada” e desse modo criar as condições necessárias para o crescimento do músculo.  

  • COMO DEVEREI TOMAR GLUTAMINA ?

Por enquanto não existe um guia definindo a quantidade de Glutamina a ser tomada. Suplementando sua dieta com 2 a 6 gramas por dia pode haver significantes efeitos sobre o metabolismo da proteína e ‘’volumização” (aumento do volume) da célula. Semelhante a Creatina, Glutamina parece ter um “período de carga” (ou saturação) pelo qual tomando altas doses deste aminoácido, algumas vezes tão altas quanto 10 a 15 gramas por dia, pode causar um rápido aumento na “volumização” da célula e resistência muscular levando assim a um excelente ganho de músculo.

  • QUAIS OS EFEITOS COLATERAIS DA GLUTAMINA ?

Até o momento nenhum efeito colateral conhecido foi relatado pelo uso da forma livre Glutamina. Glutamina é um aminoácido natural produzido por nossos corpos e é acreditado ser seguro.

Onde comprar Glutamina:

Outras marcas de Glutamina: clique aqui.